Postagens

Asas da vaidade

Leitura Bíblica: Lucas 14.25-33
Em meio a tantos sonhos absurdos e conversas inúteis, tenha temor de Deus (Ec 5.7).
Li em um livro de ilustrações a seguinte história: Em uma cidade da Escócia, no século 16, muitas pessoas se juntaram às proximidades de um castelo para testemunhar um evento para o qual tinham sido convidadas. Um homem chamado Eilmer de Malmesbury anunciou a todos que iria levantar vôo com um par de asas especialmente desenhadas. As asas estavam bem dotadas de penas de aves. Segundo ele, voaria como um pássaro e ficaria muito famoso. E lá se foi o inventor em seu famoso salto. Será que voou realmente? Ora, claro que não! Caiu como uma pedra de cima de uma altura considerável e sofreu gravíssimas fraturas; ficou mancando o resto de sua vida. A história de seu fracasso espalhou-se e, ao invés de glória, o desastrado inventor sofreu a vergonha e a decepção que atravessou os séculos. Um comentário dizia: “Às vezes, queremos dar um passo maior que as nossas pernas e fazer cois…

Alegre-se hoje

Leitura Bíblica: Salmo 95.1-6
Naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, em quem esperávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação exultaremos e nos alegraremos (Is 25.9).
Naquele dia exultaremos e nos alegraremos. Podemos dizer que não somente em um dia específico, mas todos os dias nos alegraremos em Deus. “Em ti nos alegraremos. Não abriremos os portões de um novo dia com dolorosas notas, mas com as doces melodias da harpa da alegria e com os pífaros do regozijo. Nós, os chamados e escolhidos de Deus, baniremos nossas dolorosas angústias, elevando bem alto o estandarte fiel da confiança em ti. Espírito eterno, nosso real consolador, somos os templos onde habitas e que nós nunca cessemos de adorar o doce nome de Jesus Eterno. Nos alegraremos e nos regozijaremos: duas palavras com um mesmo significado, alegria dupla, bênção sobre bênção. Será necessário impor qualquer limite à nossa alegria no Senhor?” (Spurgeon). Hoje é dia de alegria. “Vinde…

Meu tesouro

Leitura Bíblica: Mateus 6.19-24
Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas são! (Mt 6.23)
Qual é o seu tesouro? Uma pergunta difícil de responder. Difícil, pois vivemos em um mundo com muitos atrativos. Estamos diante de muitos tesouros visíveis, sendo que o maior tesouro não podemos ver nem tocar. O maior tesouro é Deus. Maiores são os tesouros do céu e não os que são aqui da terra, como muito bem explica o nosso texto base. Os tesouros da terra são passageiros. Esta informação tira totalmente o valor das coisas materiais. Se o meu propósito de vida é direcionado para alguma coisa material, minha satisfação tem prazo de validade. Quando eu tenho em Deus minha satisfação, tenho paz perene. Falando dos tesouros da terra, Paul David Tripp nos alerta: “Um tesouro é uma coisa que não tem, necessariamente, um valor intrínseco. Frequentemente, o valor de um tesouro é o valor atribuído a ele…

Não se ouvirá mais choro

Isaías 65.17-25
E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram (Ap 21.4).
Lembro-me de que, quando criança, depois de fazer algo errado e levar umas chineladas de minha mãe pelas minhas artes, ouvia a frase: “Engula este choro!” Acredito que como eu era culpado, minha mãe entendia que eu não tinha direito de chorar. Ela não queria me ouvir chorando. Lembrei-me desta história lendo a descrição de novos céus e nova terra de Isaías 65. “Por Jerusalém me regozijarei e em meu povo terei prazer; nunca mais se ouvirão nela voz de pranto e choro de tristeza” (Is 65.19). Não se ouvirá mais choro. Não haverá necessidade de clamor, de tristeza e dor. A promessa é descrita de forma especial. É difícil imaginar uma vida de plena alegria. Hoje, sempre temos motivos para chorar. Temos momentos de alegria que logo são interrompidos por algumas notícias tristes ou simplesmente são interrompidos por uma trist…

Lute contra a correnteza

Leitura Bíblica: Colossenses 1.9-14
Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam (Tg 1.12).
Conta-se que dois homens estavam sendo arrastados pelas águas caudalosas de um rio furioso. Um deles resolveu nadar contra a correnteza, mas sequer conseguia sair do lugar. O outro raciocinou: - Nunca conseguirei vencer a correnteza neste ponto. Melhor deixar ser arrastado rio abaixo até que a força das águas diminua o suficiente. O primeiro, que lutava com todas as forças, estava para desistir quando apareceu alguém na margem e conseguiu tirá-lo das águas. O outro homem ouviu um forte barulho aumentar à medida que descia rio abaixo. Ficou desesperado, pois estava bem próximo de uma gigantesca queda. Na iminência da precipitação tentou nadar com todas as forças, mas foi inútil. Naquele ponto a força das águas havia se multiplicado. Ele caiu naquele abismo profundo e nunca mais foi encontrado. Osmanito Torres coment…

Satisfação em Deus

Leitura Bíblica: Colossenses 3.1-4
Ó Deus, tu és o meu Deus, eu te busco intensamente; a minha alma tem sede de ti! Todo o meu ser anseia por ti, numa terra seca, exausta e sem água (Sl 63.1).
Vivemos no mundo e utilizamos as coisas do mundo. Tudo o que Deus fez é bom e deve ser recebido com ações de graças (1Tm 4.4-5). Deus não disse que devemos desprezar as coisas materiais. Mas o ensino bíblico nos diz que não devemos depositar nossa esperança na instabilidade dos bens materiais. Nas riquezas, nas coisas deste mundo, não devemos colocar o nosso coração. Onde devemos colocar nossa mente e coração? Nas coisas de cima, nas coisas elevadas, coisas santas. “Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas” (Cl 3.2). Quanto mais nos apegamos nas coisas da terra, mais nos distanciamos de Deus. Quanto mais buscamos as coisas do alto, mais nos aproximamos de Deus. “Deus é mais glorificado em vocês quando vocês mais se satisfazem nele” (John Piper). Deus é mais adorado quand…

Jóia perdida!

Leitura Bíblica: Efésios 5.15-17
O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força (Ec 9.10a).
Perder alguma coisa sempre nos dá uma sensação ruim. Por isso sempre devemos prestar atenção quanto ao lugar que deixamos as coisas. Conta-se que atravessando o deserto, um viajante viu um árabe montado ao pé de uma palmeira. A pouca distância repousavam os seus cavalos, pesadamente carregados com valiosos objetos. Aproximou-se dele e disse: Pareceis muito preocupado. Posso ajudar-vos em alguma coisa? Ah! - respondeu o árabe com tristeza - estou muito aflito, porque acabo de perder a mais preciosa de todas as joias. Que joia era essa? - perguntou o viajante. Era uma joia como jamais haverá outra - respondeu o seu interlocutor. Estava talhada num pedaço de pedra da vida e tinha sido feita na oficina do tempo. Adornavam-na vinte e quatro brilhantes, em volta dos quais se agrupavam sessenta menores. Já vereis que tenho razão em dizer que joia igual jamais poderá reproduzir-se…

Seja o centro

Leitura Bíblica: Salmo 121.5-8
Cristo em vocês, a esperança da glória (Cl 1.27).
Deus deve ocupar o centro de nossa atenção, deve ser o alimento para o nosso coração. Muitas pessoas estão deixando a vontade própria ocupar o lugar de Deus. Deus passa a ser apenas um compartimento da vida. Phillips Brooks nos dá um excelente exemplo disto dizendo: “A religião não é uma simples escada de incêndio que você faz fora de casa, prevendo algum perigo, deixando-a ali, até que ele chegue. Certa manhã, quando o fogo arde em sua casa, você chega na pobre velharia que ali construiu, pensando que poderia usar algum dia, e ela está de tal forma desbotada e quebrada, e a chuva bateu tanto nela, e o sol tanto castigou suas dobradiças, que não serve mais. Essa é a condição do homem que constrói para si o que parece um credo de fé, uma confiança em Deus, prevendo o dia em que o perigo o alcançará, dizendo para si mesmo: “Estou seguro, porque nessa hora, vou me refugiar aqui”. Mas a religião é a casa em que…