Papel em branco

Leitura Bíblica: Provérbios 7.1-4

Dirige-me pelo caminho dos teus mandamentos, pois nele encontro satisfação (Sl 119.35).

Uma fábula de Leonardo Da Vinci diz que certo dia uma folha de papel que estava em cima de uma mesa, junto com outras folhas exatamente iguais a ela, viu-se coberta de sinais. Uma pena, molhada de tinta preta, havia escrito uma porção de palavras em toda a folha. — Será que você não podia ter-me poupado desta humilhação? - disse a folha de papel, furiosa, para a tinta. — Espere!, respondeu a tinta. Eu não estraguei você. Eu cobri você de palavras. Agora você não é mais uma folha de papel, mas sim uma mensagem. Você é a guardiã do pensamento humano. Você se transformou num documento precioso. Pouco depois, alguém foi arrumar a mesa e apanhou as folhas de papel para jogá-las na lareira. Subitamente, reparou na folha escrita com tinta. Então, jogou fora todas as outras, e guardou apenas a que continha uma mensagem.
Às vezes, não gostamos de algumas coisas que são escritas em nossa história. Nossa reação é como a desta folha e dizemos: “será que não poderia ter me poupado?” É natural não compreendermos certas coisas ou não gostarmos de algumas coisas que acontecem. Mas nossa vida não pode passar em branco. Também não escolhemos todas as linhas que são escritas pela mão de Deus em nossa história. E certamente o que para nós muitas vezes parece um borrão acaba se tornando uma linda mensagem para muitas pessoas.
Que possamos ser uma folha branca nas mãos de Deus. É certo que ele irá preencher cada linha. Que a benignidade e a fidelidade esteja gravada em nossos corações. Que nossa principal oração seja: “Deus querido, faça de mim um personagem da sua história”. A promessa de Deus para aqueles que guardam os seus mandamentos é uma vida feliz. Deus promete proteção aos que têm seus ensinamentos bem gravados no coração. Quem não tem história com Deus, trilha pelo caminho do esquecimento.

Deus é soberano em nossa história. 

Comentários

Postagens mais visitadas

Mensagens Diárias 5

Bom é inimigo do ótimo

Egoísmo