Ele agirá

Leitura Bíblica: Colossenses 3.15-17

Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá (Sl 37.5).

Ouvimos muito a frase: oração e ação. A ênfase é que depois de orar devemos agir. Mas será que este agir também não deve ser, antes de uma atitude pessoal, uma ação motivada pelo agir de Deus em nós? Quando oramos demonstramos nossa dependência de Deus. Depois que oramos devemos continuar na dependência de Deus. Deus é quem age, ele nos orienta, nos fortalece, nos dá sabedoria para tomar decisões. Muitas pessoas oram, mas na hora de agir, suas ações são motivadas por vontade pessoal e não pela direção de Deus. Oram, mas depois decidem o que querem. Muitos ainda dizem que foi “ a vontade de Deus”. 
Um exemplo nos ajuda a entender isso: “Todos sabemos como é difícil salvar de afogamento uma pessoa que procura ajudar quem a socorre. Assim também, nós impossibilitamos o Senhor de combater os nossos combates, quando insistimos em procurar combatê-los nós mesmos. Não é que ele não queira, mas não pode. Nossa interferência impede a sua operação” (C.H.P.).
Após orar, no lugar de agir precipitadamente, devemos esperar a orientação clara de Deus. Às vezes, depois da oração, no lugar da ação, é tempo de espera. “A nossa precipitação exige: Faça alguma coisa; mova-se; ficar quieto e esperar é pura indolência. Nós temos que fazer alguma coisa imediatamente; temos que agir, pensamos, em vez de olhar para o Senhor, que não fará apenas alguma coisa, mas fará tudo. A fé não dá ouvidos à presunção, nem ao desespero, nem à covardia, nem à precipitação; ela ouve a voz de Deus, dizendo: ‘Aquietai-vos’, e ali fica, imóvel como uma rocha. ‘Aquietai-vos’ - conservemos a postura do homem reto, pronto para a ação, esperando as ordens que virão, aguardando com ânimo e paciência a voz de comando; e não demorará até que Deus nos diga, tão claramente como Moisés disse ao povo de Israel: marche” (Lettie Cowman). Nosso trabalho é confiar em Deus. É certo que ele agirá. 

Ponha a sua vida nas mãos do SENHOR.

Comentários