Acaso

Leitura Bíblica: Eclesiastes 9.11-16 

Cheguei à conclusão de que os justos e os sábios, e aquilo que eles fazem, estão nas mãos de Deus. O que os espera, seja amor ou ódio, ninguém sabe (Ec 9.1). 

Você já parou para pensar como nem sempre as coisas vão bem para as pessoas boas? E como algumas pessoas que vivem fazendo o que é mau são bem sucedidas? Nosso texto fala um pouco sobre isso. Nem sempre os mais velozes, fortes e prudentes são os vitoriosos. A Bíblia afirma que o sol nasce sobre justos e injustos. A chuva realmente não cai apenas na plantação dos fiéis a Deus e as tempestades não vêm apenas para o barco pirata. O livro de Eclesiastes repete várias vezes a expressão “debaixo do sol”. Quando essas palavras aparecem, o escritor se refere aos acontecimentos e à vida neste mundo – uma forma de mostrar a diferença entre esta vida e a vida no céu. No céu, os filhos de Deus verão o fim de suas dores e limitações. Deus afirma em Apocalipse que ele enxugará dos olhos toda lágrima. Mas enquanto vivemos aqui neste mundo, alegria e tristeza se alternam. 
O versículo 11 do nosso texto diz que “tudo depende do tempo e do acaso”. A palavra acaso aqui quer dizer que Deus ordena os acontecimentos de maneira inesperada para nós e até parecem desordenados conforme a nossa maneira de pensar. Ninguém sabe o que acontecerá amanhã.
Isso não significa que tanto faz ser uma pessoa boa ou má. É claro que devemos ser prudentes, estudiosos, trabalhadores e buscar fazer o bem. Mas não podemos pensar que com isso só acontecerão coisas boas em nossa vida. Da mesma forma, podemos ter uma alimentação saudável e ainda assim contrair uma doença grave. Posso ser um ótimo trabalhador e perder o emprego, ser um bom cristão e passar por aflições. 
Mesmo não entendendo porque passamos por algumas dificuldades, podemos saber que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28). Não conhecemos o propósito de tudo, mas podemos confiar em Deus, o autor da nossa vida.

As dores são temporárias, a alegria será eterna. 

Comentários